Windows 7 usa código do Linux, admite MS

[Dica da semana] – Arquivo de todos Doodles do Google
16/11/2009
Nova mochila para laptop traz material resistente à água
17/11/2009

Windows 7 usa código do Linux, admite MS

A Microsoft admitiu que uma ferramenta utilizada em favor do Windows 7 contém códigos desenvolvidos pela comunidade de código aberto e publicados sob licença GPL v2. O aplicativo em questão é o USB Tool, uma ferramenta gratuita oferecida na Microsoft Store que permite a usuários criar arquivos de boot para o Windows 7 a partir de dispositivos USB, como um pen drive. Provavelmente o Win7 é a última versão paga de um sistema operacional da MS. É impossível manter um modelo desses, onde a concorrência oferece um produto muitas vezes melhor por um preço mais justo (Mac OS) ou mesmo de graça (Linux). O mais engraçado é que quando começarem a "dar" software (e já começaram), os mesmos "analistas" que aqui denigrem a comunidade do software livre dirão: "uow!!!! Noooossa!!! Grande sacada da MS!!!". Faça como a MS, use opensource desde já, ou faça como o tio Bill, pule fora enquanto é tempo.
Filho Arrais
Filho Arrais
Analista de Sistemas, Administrador de Redes Linux

4 Comentários

  1. Tá, acho que seria interessante mudar o título da notícia, pois o Windows 7 não usou código do Linux, mas sim uma ferramenta para geração de ISOs via o Online Store deles.

  2. Didilo disse:

    ^
    ||

    Mais um cego querendo defender a M$, puta que o pariu!

  3. Priscila disse:

    Tá explicado pq o Win 7 tem se mostrado tão eficiente hauhauhauha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *