AOL continua faturando com internet discada | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

AOL continua faturando com internet discada

Por Joatan Fontoura
Categoria: Diversos
fev 10th, 2013
2 Comments
1917 Views

Em épocas quando a banda larga já se tornou crucial na casa da maioria dos brasileiros e até mesmo o coitado do 3G que nunca agradou já está abrindo espaço para o 4G no país, fica difícil acreditar que a americana AOL ainda lucra nas custas da conexão discada, inclusive alimentada por conterrâneos na Terra do Tio Sam que insistem em contribuir com o serviço. No fim de 2011 rolaram comentários anunciando que a base de usuários do serviço ainda passava de 3,5 milhões de assinantes, o que já é surpreendente.

planos_provedor_aol_brasil

Apesar da empresa deixar claro que pretende abandonar os serviços de provedor de internet e dedicar sua estrutura inteiramente para a parte de conteúdo e publicidade, pois hoje a companhia administra portais de renome como Engadget, Huffington Post e TechCrunch, os assinantes do arcaico serviço de internet discada contribuíram com cerca de US$ 500 milhões de dólares em receita para a companhia no ano de 2012. Apenas no último trimestre, esses mesmos assinantes de internet renderam US$ 230,8 milhões contra US$ 213,2 milhões de dólares no campo de publicidade, conforme estatísticas da empresa no Yahoo Finance. Especialistas afirmam que o público responsável pelos lucros da companhia no campo de serviços para internet acabam sendo usuários antigos, os quais, na prática não utilizam mais os serviços de internet discada, mas por desconhecimento, acabam contribuindo com a oferta, pois acreditam que mesmo navegando através de uma conexão de banda larga, ainda precisam da assinatura com a AOL para receber a conexão. Outros arriscam a dizer que as exigências para cancelar os serviços são tantas e o processo acaba sendo tão estressante que as pessoas deixam de lado e seguem pagando.

Vale lembrar que no início de 2011 comentamos sobre os famosos CD´s da própria AOL, oferecendo internet discada, distribuídos pela empresa anos atrás, sendo uma análise interessante diante das estratégias tomadas por um das pioneiras em serviços para internet.

Fonte: Gizmodo, Tecnoblog e Terra Tecnologia

About "" Has 381 Posts

Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

2 Responses to “AOL continua faturando com internet discada”

  1. Ronaldo disse:

    Nossa! Eu ainda me lembro desses CDs da AOL, lembro de quando recebia ele em revistas, o coitado ia parar no lixo na hora =/ Você falou muito bem no texto anterior ‘era como SPAM no mundo offline’.

    Acho que com as condições atuais de internet no país em alguns locais as pessoas preferem ter internet discada. Eu moro num bairro pequeno do RJ e estava sofrendo BASTANTE com os serviços da Oi a ponto de realmente pensar em voltar para a internet discada pois a minha velocidade seria maior (incrivel né?). Hoje em dia eu estou feliz e alegre com a minha banda larga de 15mb da GVT (segundo o site deles, o plano pode ir até 150mb! Não conheço nenhuma residencia que tenha essa velocidade, somente empresas, você sabe se funciona? http://www.gvt.com.br/portal/residencial/servicosinternet/power/index.jsp). É impressionante que em pleno séc.21 e em cidades grandes do Brasil ainda existam pessoas que suam para conseguir um serviço de banda larga decente;

    Abração Joatan! Gosto muito do trabalho que você faz no Zoom Digital, continue assim!

  2. Fala Ronaldo!

    Beleza?

    Cara, primeiramente gostaria de agradecer teu comentário e por acompanhar nosso trabalho também! Fico feliz que você gosta do conteúdo que temos preparado!

    Quanto as conexões de internet, realmente é lamentável ainda existirem regiões no Brasil suportando apenas conexões “banda larga” que oferecem uma velocidade de navegação inferior a uma conexão discada. A AOL faturou muito na “era de ouro” dos discadores, e conforme podemos ler no artigo acima, continua, no entanto, estamos alcançando um patamar tão alto de demanda por dados, baixando e subindo arquivos cada vez mais pesados, que as velhas conexões discadas não oferecem mais suporte pra isso, necessitando deixar o mercado.
    Referente a essas altas velocidades da GVT, já ouvi falar a respeito disso também, no entanto, nunca conversei com ninguém que utiliza ou já utilizou. Mas tudo leva a crer que funciona, até porque, a GVT ainda parece ser uma das menos piores entre as operadoras, mas que ao mesmo tempo, também não elimina a possibilidade de “vender gato por lebre”.

    Enfim, tudo isso pode render boas horas de discussão.

    Haha.

    Bom, obrigado mais uma vez pelo teu contato!

    Bom restante de semana!

    Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *