Philipe Cardoso 31 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Sábado de PaintBall com o suporte da Hostnet

1 min read

Como começou o Paintball

Nos meados dos anos 60 Charles Nelson criou, sem saber ainda, o paintball. Tudo começou com a sua empresa, a “Nelson Paint Company”, fundada em 1940 por Charles e Evan Nelson. Eles patentearam inúmeros aparatos que os guardas florestais usavam para marcar madeira com tinta. Um deles era uma estranha pistola de spray de tinta. Mas o paintball foi “inventado” graças ao Serviço Florestal dos EEUU que encomendou à “Nelson Paint Company” um equipamento marcador de tinta confiável para uso à distância. O problema era que as árvores às vezes estavam depois de um córrego ou de mata densa. A idéia das bolas de tinta era que poderiam ser disparadas pelas obstruções do caminho e também uma bola de tinta disparada de um equipamento marcador de tinta teria um alcance bem maior que o de uma pistola de spray. Fazendeiros poderiam também usar as bolas para marcar gado da mesma forma. Charles Nelson matutou sobre essa idéia e inventou um projétil de tinta que pudesse ser disparado de uma arma de pressão. O projétil foi criado injetando-se tinta dentro de cápsulas de gelatina normalmente usadas como drágeas de um remédio para cavalos.
A empresa de Nelson então fez uma parceria com a Crossman para projetar uma pistola para disparar essas “bolas de tinta”, mas após 4 anos de produção com vendas fracas, a Crossman não achou vantajoso financeiramente continuar com a produção. Nelson procurou então a empresa Daisy, fabricante de “arminhas de chumbinho” para fabricar uma pistola de paintball. Por não ser o proprietário do projeto da Crossman 707, Nelson não podia simplesmente passar o desenho para o outro fabricante e um novo projeto teve de ser pensado. Foi o que a Daisy fez criando a Daisy Splotchmarker, que ficou famosa como a atual notória Nel-Spot 007. As bolinhas de paintball também começaram a ser produzidas em massa. Com contrato com a empresa Nelson, a RP Scherer produziu bolinhas com tintas a base de óleo para os equipamentos marcadores de tinta.

Philipe Cardoso 31 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

7 Replies to “Sábado de PaintBall com o suporte da Hostnet”

  1. Ahh eu não fui ;-( ainda pensei em ir quando saí do colégio… fica pra próxima.

  2. Eu jogo muitooooooo
    pqppppppppppppp

    Sempre na retaguarda,,,,,,,,, hehe

  3. Eu não fui.

    Mas gostaria muito de ter ido para ver o Shrek e o Bigão cheio de tiros!

    A próxima eu não perco por nada.

Deixe um comentário para Diogo Braga Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *