SBGames 2012 | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

SBGames 2012

Por Convidado
Categoria: Diversos
nov 8th, 2012
1 Comentário
1536 Views

SBGames 2012 – Brasília : Resenha

por Leonardo Batista (correspondente)

Chegamos na SBGames por volta das 9 horas da manhã de sexta, havia uma grande estrutura preparada para receber os visitantes. Sediada em Brasília no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, um enorme lugar, semelhante a shoppings e grandes praças.

Iniciamos fazendo o credenciamento e conseguimos perceber o grande número de pessoas que estaria presente dentro do evento. Ao aguardarmos por mais de 30 minutos na fila, fomos presenteados com uma bolsa personalizada contendo vários folders e flyers de escolas e empresas do ramo de games, além de um livro pequeno falando sobre tudo, e explicando sobre localizações, palestras, jogos e todo o resto que fosse acontecer durante os 3 dias do simpósio. Junto da bolsa, havia um pendrive de 4GB contendo parte do material exposto durante a feira, e por fim, recebemos nossa credencial que nos diferenciava do público em geral e nos permitia acesso a palestras e tutoriais. Uma coisa interessante no evento era a forma como as pessoas eram divididas, pois os visitantes que pagaram eram nomeados como “Players”, os organizadores tinham camisetas especiais nomeadas com “NPC” (sigla para Personagem Não Jogável), e os organizadores ainda mais importantes e/ou pessoas de alto nível para o evento, usavam camisetas com a escrita “Boss”.

Devidamente prontos para entrar, nós seguimos para a entrada ao lado e nos deparamos com uma espécie de mundo feliz para qualquer adorador de cultura geek/nerd/pop. Na primeira parte, encontramos um mapa de todo o simpósio, totalmente feito em Pixel Art, que mostrava o nome e local das salas, apresentações, banheiros, lojas e praça de alimentação. Havia várias coisas para conhecer lá dentro, então seguirei mais ou menos a ordem que fizemos no dia.

Havia uns 20 stands de empresas e escolas, todos aglomerados próximos uns dos outros, e todos tinham a oportunidade de mostrar seus jogos e seus trabalhos envolvendo games. Essa exposição de jogos durou todo o tempo, era interessante, pois várias pessoas de fora vinham para conhecer, conversar e aprender com os jogos ao redor, era uma grande troca de conhecimento. Como viemos em grupo representando nossa universidade, resolvemos dividir nosso tempo no stand para que todos conseguissem mostrar seus trabalhos. Durante as horas que fiquei apresentando meu jogo, contamos a passagem e interesse de umas 30 pessoas, de vários lugares, ressalto: Ceará, São Paulo, Brasília, Rio de Janeiro, Santa Catarina e Porto Alegre, eram os estados que mais notamos, mas ainda havia gente de fora do país, o meu Nintendo 3DS acusou pessoas dos Estados Unidos e Reino Unido.

Além destes stands menores, ao redor encontrávamos alguns maiores, estes apresentavam escolas de artes e alguns estúdios de criação, que tinham interesse em mostrar seus cursos para os interessados. Também houve presença do exército que apresentava alguns testes de simulação de alguns de seus veículos.

Toda essa parte se resumia à parte da esquerda de todo o salão principal. Na parte da direita, encontrávamos um grande stand do Banco do Brasil, que foi um dos maiores patrocinadores do simpósio. Lá era possível jogar e votar em todos os jogos inscritos para a competição. Foi muito gratificante perceber que algumas pessoas jogavam nossos jogos. Ao lado deste, havia outro grande stand do grupo Seven, uma grande escola de formação para games, que vendia várias Figure Actions de personagens famosos, como Homem de Ferro e Darth Vader, além de expor algumas máscaras em argila e disponibilizar vídeo games para que os Players pudessem jogar.

Próximo a isso, havia stands de arte mostrando vários pôsteres e outras miniaturas de personagens do mundo dos games, além de uma sala com experimentos em Kinect que realmente não entendemos muito bem, pois pareciam “bugados”.

Ao lado seguia uma praça de alimentação que vendia desde pasteis e empadas, passando por cachorros quentes e açaí. Ainda mais ao lado encontrávamos doces em forma de Pokébolas e cupcakes com estrelas do Mario, mas não conseguíamos tirar os olhos de uma loja de doces e todo o tipo de comidas japonesas, como yakisoba e salgadinhos sabor camarão. Voltando da praça de alimentação ainda encontramos lojas vendendo muitas camisetas nerd, almofadas, bottoms, mousepads e brinquedos.

Bem no centro dos dois lados, havia um palco onde aconteceu uma apresentação rápida dos jogos, todos inscritos tinham 1 minuto para fazer sua propaganda e tentar ganhar votos para a competição. Esse lugar também serviu para todo o tipo de atração, havia competições de dança e era possível realizar uma Quest, que foi organizada pelos NPCs, onde todos podiam participar, mas era necessário fazer todas as tarefas para concorrer a prêmios, lembro que uma das tarefas era reunir 42 pessoas e tirar uma foto para ganhar pontos, pois ajudamos um grupo que participava.

De tempos em tempos havia música e perdemos a conta do número de vezes que ouvimos Gangnam Style. Uma das atrações mais legais foi a presença de um robô do Banco do Brasil que tinha por volta de 2 metros, ele andava por todo o lugar e era possível tirar fotos. Outra coisa divertida foi a aparição de vários cosplays, dentre eles: Slender, Ash, Super Woman, Captain America, Lara Croft <3, entre vários outros que ficavam andando por todo o lugar.

Simultaneamente a tudo isso, havia várias palestras e tutorias que ocorriam em vários lugares ao mesmo tempo, era preciso se organizar para ver. As principais palestras ocorriam no Auditório Planalto que trazia informações de pessoas do mercado de trabalho nacional e internacional de games, não estive em todas as palestras, mas nas que estive sempre achei o conteúdo muito bom e de alguma forma saía sempre motivado. Havia palestras sobre experiência pessoal, criatividade, indústria, artes, design e outras. Os tutoriais eram em salas menores e repetiam-se mais vezes, era possível aprender algumas coisas sobre HTML5, Unity, Inteligência Artificial e Gameficação, sua diferença em relação às palestras era que estes se assemelhavam mais a aulas.

A premiação ocorreu no segundo dia do evento, à noite. Houve uma pequena festa com comida e um pequeno show da Red Bull. Os grandes vencedores da noite foram os games Save My Telly e Knights of Pen & Paper que levaram vários prêmios. A lista completa da premiação pode ser vista clicando aqui.

Ao encerrar, notamos ainda mais a importância de estar presente em todos os eventos do tipo, pois poder conhecer as pessoas que movimentam o mercado de trabalho dos games é algo que todos devem dar valor, ainda mais aqui no Brasil. Além de ser uma ótima oportunidade profissional, pois vários amigos meus trocaram e-mails e propostas de trabalho. Ano que vem acontecerá a SBGames 2013, que será sediada em São Paulo, na Universidade Presbiteriana Mackenzie, em Outubro, recomendo a todos que participem pois com certeza será uma oportunidade inesquecível.

 

About "" Has 5 Posts

Postagens publicadas por editores convidados

One Response to “SBGames 2012”

  1. os bonecos são absurdamente fantásticos..

    São de massa?

    Perfeição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *