[Review] Motorola Milestone – Bonito, Imponente e poderoso | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

[Review] Motorola Milestone – Bonito, Imponente e poderoso

Por Philipe Cardoso
Categoria: Android
jan 28th, 2010
19 Comments
13547 Views

E é começando 2010 com o pé direito, que trazemos mais uma super review, desta vez o smartphone que já é sucesso de crítica e venda será avaliado e totalmente destrinchado por nossa equipe. Deixamos a mostra todos os pontos positivos e negativos em uma análise totalmente imparcial e focada tanto para o usuário administrativo como também para aquele que procura um aparelho celular somente para entretenimento. Trata-se do Gadget do ano de 2009 eleito pela revista Time, o Motorola Milestone ou Droid como é conhecido lá nos Estados Unidos.

Já soltamos alguns posts sobre o Milestone como o de “Primeiras Impressões” e “O teste ao vivo da qualidade de câmera do Milestone”.

Nesta review dividimos toda avaliação do aparelho como fizemos com o Motorola Dext.

  • Design
  • Hardware
  • Software

Serão os quesitos avaliados aqui. Além é claro de termos comentado diversas funcionalidades que não se aplicam a estas categorias. Então vamos lá!

Design

Quadradão, imponente, tela gigantesca, fino de mais (levando em conta que ainda tem um teclado físico), preto e dourado. Estas são algumas das características mais marcantes que podem exemplificar na hora de falar do design do Milestone.

Ele é do tipo do aparelho que chama a atenção com uma aparência simples e ao mesmo tempo tentadora. Como alguns dizem é o aparelho que o próprio Darth Vader usaria. E porque não?

Ele tem 11,5 CM de altura, 6 de largura e 13.7 MM de profundidade, pesa 165 gramas e tem uma tela de 3.7 polegadas.

A parte da frente do Milestone ganha destaque pelos botões “físicos” que facilitam e muito a usabilidade do aparelho além de oferecerem rapidez para acessar e encerrar aplicativos, assim como fazer pesquisas e voltar à tela inicial. O mais legal destes botões é que eles são sensíveis ao toque o que dá um certo charme na hora de utiliza-los.

Na parte de trás, novamente como no Dext tanto, o chip como já é de costume e o cartão SD ficam na parte de dentro do aparelho, próximo à bateria. O destaque fica mesmo para a qualidade do acabamento e resistência da carcaça. Tudo indica que ele dificilmente vai arranhar ou se desfazer com as tradicionais quedas que sofrem os celulares.

(Acima fotos da parte lateral e traseira do aparelho, dos botões físicos e um comparativo de tamanho com o iPod touch 1 gen, Motorola Dext (no meio) e o Milestone por último)

A entrada para fones de ouvido novamente me agradou bastante, pois esta é de 3,5 mm e fica localizada logo na parte de cima do aparelho, evitando que o cabo do fone se enrosque no bolso. Logo ao lado fica o botão de ligar e desligar, que também tem como função ativar/desativar o modo silencioso, assim como o modo avião e é claro desligar o celular. Que aliás fica muito bem localizado.

Em uma lateral (esqueda) temos a entrada para o cabo USB que utilizamos tanto para recarregar a bateria do celular como para transferir arquivos. Do outro lado (direito), fica localizado o botão de volume e o de disparo da câmera, este dourado.

A Motorola optou por fazer um teclado físico que deixasse o aparelho mais fino e consequentemente teve de tirar o relevo das teclas, o que para quem está começando pode dar algum trabalho até se adaptar ao estilo que é bem diferente do Dext, que conta com relevo nas teclas. Porém nada que com o tempo e costume não torne cada vez mais rápida a digitação nele. Embora seja prático eu quase não venho utilizando teclado físico, pois ao contrário do Dext, a digitação no teclado virtual do Android 2.0 com o processador mais ágil do Milestone é quase impecável.

Hardware e suas funções

O maior destaque de hardware vai para o processador ARM Cortex A8 de 550 MHz, que torna o Milestone um smartphone extremamente rápido. Nosso segundo destaque de cara vai para o flash dual-led da câmera. Que por falar nela, tem 5.0 Mpx e grava vídeos em 720×480 a 24 frames por segundo (qualidade de DVD).

Porém a grande crítica no Milestone vai justamente para a qualidade das fotos. Com os mesmos 5Mpx e sendo a mesma câmera do Motorola Dext, ele não apresenta tanta qualidade que o seu irmão com Motoblur na hora de captar imagens. O que leva a crer que o problema seja de software e não necessariamente da câmera. (a atualização ainda não disponível no Brasil para versão 2.0.1 do sistema Android promete corrigir este problema).

Confira algumas fotos tiradas com o próprio Milestone. Procurei tirar fotos que necessitassem do Flash, outras com muita e pouca luz e também em movimento. A mais escura foi tirada no breu total do meu quarto, e mesmo assim deu para fotografar tudo de maneira bem visível.

O que preocupa muita gente em um aparelho “teludo” como este, é se a tela será resistente o bastante para aguentar  o cotidiano, chaves, moedas e tudo que possamos imaginar está constantemente tentando riscar a tela dos celulares nos bolsos dos mais descuidados. Para isto, a tela do Milestone é fabricada com um material especial que dificulta os danos, como podemos assistir no vídeo abaixo onde ele é submetido a intensas seções de brutalidade sem ao menos sofrer literalmente “um arranhão”.

Como vocês podem ver, a resistência da tela é incrivelmente boa (com o passar do tempo e constante uso, você até poderá arranhar a carcaça do aparelho, mas difícilmente a tela). A qualidade do que é apresentado pelas 3.7 polegadas é algo que impressiona. Com 854 x 480 pixels, a riqueza nas imagens é totalmente perceptível, e assistir vídeos, fotos ou simplesmente ficar olhando e passando pelos menus é algo totalmente agradável.

O GPS assim como no Motorola Dext e em demais aparelhos com Android é realmente útil e em especial fácil de usar graças a integração com os serviços da Google como o Google Maps e o Google Navigation Maps (disponível apenas para os EUA). Ainda encontra-se  disponível na Android Market diversas aplicações que usam o GPS, algumas realmente interessantes. Bússola, programas de realidade aumentada e o recém lançado Google Local são alguns exemplos de como este hardware pode nos auxiliar a encontrar lugares como pizzarias, churrascarias e não nos deixar perdidos é claro além de proporcionar um grande entretenimento.

O Bluetooth do Milestone está na versão mais nova (2.1) e o Android 2.0 acabou com os problemas de restrição no envio e recebimento de arquivos, músicas e fotos que tínhamos na versão presente no DEXT. Ponto para a Google e seu Android além é claro da Motorola que lançou em primeira mão esta versão mais “madura” do sistema móvel da gigante das buscas.

A tela sensível ao toque também evoluiu muito com esta nova versão do Android, e é claro com a ajuda do processador mais potente do Milestone diminuíram as famosas “travadinhas” e também deixa o teclado virtual muito mais funcional, tanto ao utilizá-lo na horizontal como na vertical, dificilmente preciso recorrer ao físico, apenas quando é preciso digitar bastante coisa.

Apesar da grande evolução neste quesito ainda há o que melhorar, em testes recentes de comparação da sensibilidade da tela dos principais smartphones do mercado, o Milestone não foi tão bem ao ser comparado ao iPhone 3GS ou ao Nexus One.

Notificações

Assim como no Motorola Dext, o Milestone tem um led que notifica sempre que o celular tem alguma coisa em espera, seja uma ligação perdida, e-mail recebido ou novo post no twitter.

Ele possui 3 cores diferentes. Vermelho para quando a bateria está perto de acabar, um azul para notificações de programas que incluem um novo e-mail, ou novo artigo no twitter e por fim ele também exibe uma cor verde para as notificações da operadora, seja uma chamada não atendida ou mensagem para ser lida.

Estas diferentes cores facilitam e muito na hora de dar aquela pausa e ver se o que está em espera é realmente é importante.

Sensibilidade da tela

Algo que me agradou bastante foi a presença do multitouch que graças a ele podemos dar zoom em fotos e páginas da internet ao “pinçar” a tela com os dedos. Este é um privilégio para nós brasileiros e europeus, já que a versão americana (o Droid) não tem esta função devido problemas com a patente do multitouch.

O Milestone tem 512 MB de memória interna para instalação de aplicativos, armazenamento de contatos etc… Infelizmente todo tipo de aplicativos que instalo fica armazenado diretamente na memória interna, o que me deixa com pouco espaço para adicionar aplicações novas e até mais pesadas, porém creio que uma modificação no diretório de instalação, alterando para o cartão SD resolva o problema.

Por falar em cartão SD, ele conta com a possibilidade de expansão que vai até 32 GB no modelo Micro SD.

A bateria do Milestone é a mesma do Motorola Dext (1400 mAh) e apesar da quantidade de recursos ser muito maior, e o processador trabalhar em maior frequência, parece que o gerenciamento da bateria na versão 2.0 do Android evoluiu.

O quesito bateria é o que preocupa grande parte dos amantes de dispositivos móveis, sejam smartphones, notebooks ou qualquer outro. Se a bateria não aguentar um rítimo razoável de trabalho não adianta ter GPS, Wi-Fi, e todas as firulas que temos hoje se em 7 horas não teremos mais estas acessíveis. Portanto o que posso dar de conselho e este não se aplica apenas ao uso deste aparelho em específico é: Sempre coloque um rítimo no uso de nossos gadgets para evitar ao máximo “carguinhas” de 15 minutos ou colocar para recarregar quando a bateria não está totalmente descarregada, são costumes que prejudicam a vida útil da bateria. Temos que aprender a usar nossos aparelhos pensando na bateria, eu por exemplo não me atrevo a ligar GPS e 3G quando tenho poucos porcento de energia se ainda não cheguei perto de uma fonte de energia para recarregar.

Resumindo: A bateria do Milestone dá para aguentar um dia inteiro com uso razoável de todos os recursos dele. Não deixo de usar GPS, Wi-Fi, 3G e até mesmo jogar, e ainda assim a bateria dura o período que eu fico na rua e quando realmente preciso de um “computador de mão”. A versão 2.0 do Android vem com uma ferramenta muito boa para acompanhar a porcentagem que cada recurso vem consumindo. Aqui o vencedor é a tela, portanto sempre que possível deixo no brilho baixo e evite deixar a tela acessa, sempre deixe o aparelho em standy by quando não estiver usando.

Android 2.0

Como nas anteriores, o destaque desta versão do Android vai para a integração com os serviços da toda poderosa Google, agenda, contatos, Google Maps, Google Navigation, Google Docs, Google Reader e por ai vai… Se você é (o que tenho quase certeza) um usuário assíduo de qualquer serviço da empresa de buscas, esta versão mais madura do Android vai ser ainda mais perfeita para você. Este sistema operacional para smartphones se mostrou de grande potencial e que pode evoluir cada vez mais, e provou isto com esta nova versão.

É uma pena que o Milestone não tenha vindo com o a tecnologia Motoblur da Motorola, só faltou isto. Realmente gostei muito dela e é uma das coisas que mais me agradou no Dext, a integração com todas as redes sociais era realmente animal.

Para compensar, a nova Android Market, melhor reformulada, organizada, e que agora permite compras on line e com muito mais aplicativos conta com programas para Facebook e outros sites de relacionamento. Além é claro de programas para todos os gostos, que vai do amante do entretenimento até o usuário mais corporativo. A maior crítica e maior foco que a Google tem que tomar com sua loja  vai para o método de como podemos atualizar os aplicativos, sempre que uma nova atualização é lançada, isto não é avisado para o usuário, devemos procurar o aplicativo na Android Market, e clicar no ícone dele como se fossemos instalar novamente. Também não é possível atualizar vários aplicativos que já tenham sua atualização de uma só vez.

Destaque para o navegador (eleito por muitos o segundo melhor navegador mobile do mundo, perdendo apenas para o Safari do iPhone/iPod touch) que tem suporte a HTML 5 e Flash 10. Ele renderiza as páginas muito rápido e até sites relativamente pesados como o Zoom Digital carregam rapidamente.

O navegador é uma das aplicações que suportam o multitouch, sendo assim podemos dar o Zoom em textos longos com os dedos em formato de pinça, o que facilita muito a leitura de sites grandes nos 3.7′.

Esta versão do Android ainda está um pouco “capenga” se comparada a dos Estados Unidos, lá eles tem busca por voz e o famoso Google Maps Navigation que pelo que pude testar não deixa nada a desejar a programas pagos de navegação GPS. E por falar em mapas, a nova versão do Google Maps ganhou diversas funções interessantes, agora eu posso integrar meus mapas criados no maps.google.com ao meu aparelho e daí traçar rotas através dos pontos criados. Também é possível adicionar camadas com informações da Wikipedia, estacionamentos, restaurantes etc…

Existem 3 telas diferentes onde podemos colocar nossos aplicativos, widgets e fotos. Eu considero pouco, no Dext o número de telas era de 5 e ainda assim me faltava espaço para colocar todos os widgets interessantes que eu ia baixando. Porém existem meios (não testados por mim) para aumentar o número de telas.

Músicas

Existem centenas de aplicativos que podemos achar na Android Market para tocar as músicas espalhadas pelo cartão de memória. Tenho utilizado muito o padrão do Milestone (quebra o galho), porém para os mais detalhistas existem aplicações como o Meridian e Ringdroid, o primeiro responsável por organizar melhor as faixas, executar músicas e vídeos além de exibir a letra da música que está sendo tocada. O segundo uso para editar faixas, cortar partes e atribuir como toque.

A transferência de qualquer arquivo tanto de audio como de vídeo para o celular é bem simples e sem nenhuma restrição,  basta selecionar um arquivo com a extensão que ele reconheça e transferir para o cartão SD ou via cabo, Wi-Fi ou Bluetooth.

Jogos

A loja virtual da Google surpreende cada vez mais, a cada dia mais e mais aplicações são desenvolvidadas de uma maneira que ficamos perdidos sem saber o que instalar. Já achei excelentes jogos para o Milestone, um deles é o Frozen Bubble o meu predileto para a plataforma Linux. É viciante e faz passar horas de diversão.

Veja um vídeo de um jogo que usa o grafico 3D do Milestone feito pelo pessoal do Ubergizmo. (A qualidade da tela é realmente fantástica)

Phone Portal

Lembram-se do Portal Moto Blur? Onde era possível localizar o aparelho no mapa, importar contatos, apagar todos os dados por medida de segurança? O Milestone também tem algo semelhante e realmente funcional, trata-se do Phone Portal, que é um aplicativo nativo do próprio Milestone que permite acessar algumas informações do aparelho diretamente do seu computador. Com isto tarefas como baixar fotos, alterar o toque e editar a agenda de contatos ficam extremamente fáceis e práticas.

Abaixo segue um vídeo-review onde eu explico as principais funcionalidades deste aplicativo.

Clique aqui para assistir no You Tube

Resumindo tudo: Se existe uma versão do Android até hoje lançada que podemos de fato colocar este como sistema estável e maduro para smartphones é esta (lembrando que já temos disponível a 2.1 no Nexus One). Com as melhorias da Google da para ver todo potencial deste sistema livre e até onde pode chegar, “o céu é o limite”. E de fato é isto que traz o sucesso para esta plataforma, a possibilidade de mudar e trazer sempre novidade e melhorias para o usuário final com atualizações constantes.

Pontos Positivos :

  • Integração com os serviços da Google
  • Processador rápido
  • Teclado físico
  • Sistema multitarefa
  • Tamanho da tela
  • Dock que acompanha o aparelho
  • Na versão Brasileira, o Multitouch

Pontos Negativos

  • Qualidade da câmera para fotos
  • Falta rádio FM
  • Design acumula bastante poeira
  • Pouco espaço para instalar arquivos, já que o mesmo usa a memória interna do celular

Veja agora a galeria de fotos do Motorola Milestone

Compre com total segurança no nosso parceiro:

About "" Has 2042 Posts

23 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a epoca que possuia formato de blog, Podcaster oficial do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia e formado como técnico de informática.

19 Responses to “[Review] Motorola Milestone – Bonito, Imponente e poderoso”

  1. Victor disse:

    nossa na boa vo falar a verdade …

    esse celular é incriiiivel..tem todas as funçoes para salvar uma pessoal numa situação de “perdição” rs ele acha o ndereço…o onibus, quanto tempo o onibus demora no trajeto,,quanto tempo o onibus demora pra chegar e o tempo de trajeto a pé até seu destino e mais milhares de acomodações parabens MOTOROLA…parabens phillipe pelo blog

  2. Felipe Nunes disse:

    Ótimo review. O Milestone deve ser realmente um excelente celular, vou tentar mexer em um desse, nem que seja na loja.

  3. […] [Review] Motorola Milestone – Bonito, Imponente e poderoso […]

  4. Com certeza, um dos reviews mais completos que já vi.

    Quanto ao aparelho, claro que lendo tudo isso, passa aquela vontade de ter um!

    Mas, um dia a gente chega lá…hehe…

    Abraços!

  5. Obrigado mesmo JOatan,

    Realmente o Smartphone da Motorola é muito bom, antes do Nexus One que ainda não pude testar é melhor Android do mercado, e como todos sabem Android é quem realmente vai brigar com o atual campeão de vendas que é o iPhone, estou esperando mt animado as novidades da Motorola para 2010.

  6. Bruna Lucquine disse:

    Só falta sair andando sozinho. :O Cabe perfeitamente na minha carteira [umaboamaneiradeesconde-lo], terei posse de uma beleza dessas. *-*

  7. Mark disse:

    Vou ficar só na vontade de ter um… =(

  8. […] Enviado por Philipe Cardoso (contatoΘzoomdigital·com·br): “Review completa de mais um Android, o sistema livre da Google que vai contagiando os geeks fanáticos por tecnologia, já foram mais de um milhão de unidades vendidas. Conheça por completo este que é um dos melhores Androids até hoje já lançado.” [referência: zoomdigital.org] […]

  9. Leonardo Reis disse:

    Otima analise, profissa mesmo.

    Importante Milimetro e Centimetro sao fatores de divisao e portante DEVEM ser escritos em minusculo MM e CM nao existem.

    Sou um ex-usuario de de celulares da Motorola. Sempre na vanguarda do design, vide Z3, Z10. Mas como sou atualmente um feliz usuario de apareelhos da Nokia (N85), acredito que o proximo golpeno meu bolso sera dado pelo N86 ou pelo Brutality Holy Shit N900 Maemo. Apesar do sistema de comandos de voz da Motorola ser imbativel, nao sei se ja implementado no Droid.

  10. Carlos disse:

    Amigo… pode me responder uma dúvida?
    quanto é a memória ram dele?
    pelo que estive lendo, o iphone possui processador de 600mHZ e 256 MB de ram!
    por isto estou na dúvida de qual eu compro… se bem que ainda estou preferindo esse milestone!
    vlw!

  11. […] [Review por nossos amigos do Zoom Digital] […]

  12. Diogo disse:

    Comprei meu Milestone hoje na Vivo em São Paulo e li muito e vi vários reviews antes de decidir, mas, mesmo assim estou muito, muito impressionado com o aparelho que é realmente fantástico e uma delícia de usar. A tela de 3,7" é palhaçada…..muito melhor que a tela do Iphone 3GS do meu pai e o touch é muito semelhante ao uso do Iphone – Ipod touch, inclusive, já até vendi meu Ipod Touch que foi com certeza substituído pelo Milestone. abs !

  13. Billie disse:

    Eu sei que o artigo é antigo, mas acende mesmo um led azul? [ok, eu vi a foto, sei que acende]
    Mas no meu nunca acendeu. Quando tá sem bateria fica vermelho, quando tá carregando fica amarelo com o aparelho desligado, quando tem ligação perdida, email nao lido, msg do gtalk e etc.. fica verde. Nunca vi azul, tem que mudar algo? Sabendo responder ou não, muito obrigado.

  14. Luiz Dias disse:

    Olá. Alguém sabe me dizer qual é a pasta onde o player do Milestone 2 guarda as letras das musicas baixadas? Tem letras que foram baixadas erradas e não sei como apagar para que haja nova atualização.
    OBRIGADO!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *