PROCON pode multar sites de compras coletivas

Usuário brasileiro recebe ligação da Apple
19/11/2011
Competições de Lógica e Programação
22/11/2011

PROCON pode multar sites de compras coletivas

Devido a evolução dos métodos de compras pela internet, os usuários começaram a perceber as possíveis facilidades e vantagens que podem receber buscando produtos em um site de compras coletivas, por exemplo.

Como nada é perfeito, a Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) está enfrentando problemas com diversas reclamações de consumidores insatisfeitos e alegando que foram lesados devido a falhas no atendimento nesses serviços.

Entre os "líderes da bronca" estão os mais famosos, tais como, Groupon, Peixe Urbano e ClickOn, sendo acusados de não assumir a qualidade dos produtos ou serviços oferecidos, não esclarecer o real percentual de desconto oferecido e negação na devolução de valores. O valor da multa que poderá ser aplicada está em torno de R$ 6 milhões de reais para cada um deles.

A administração de cada portal envolvido usa como justificativa que eles não possuem relação com os produtos ou serviços envolvidos, servindo apenas de intermediário entre os prestadores e os consumidores, indicando que se alguém deve responder por essas questões, devem ser esses prestadores.

Guilherme Varella, advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), afirma que não existe justificativa para a isenção da responsabilidade dos acusados, completando que esses sites também trabalham na área de fornecimento de produtos e serviços, porém, realizando a gestão da oferta, publicidade e transações financeiras.

Fonte: Estadão Economia e IDG Now

Joatan Fontoura
Joatan Fontoura
Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *