Os ataques ao site da Campus Party | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

Os ataques ao site da Campus Party

Por Joatan Fontoura
Categoria: Campus Party 2013
out 4th, 2012
0 Comentários
324 Views

A semana começou um tanto conturbada para o pessoal da organização da Campus Party. Na terça-feira (02/10/12) ocorreria o início das vendas dos ingressos para a 6ª edição do evento que vai ocorrer entre os dias 28 de janeiro e 03 de fevereiro de 2013. Contudo, a administração do evento foi recebida com uma surpresa um tanto desagradável, pois momentos antes do início das vendas, o site  da organização foi retirado do ar, em virtude da ação de hackers que dizem estar insatisfeitos com os valores cobrados pelos ingressos.

Nesse ano, ocorreu um considerável reajuste nos preços. Foram colocados a disposição 8 mil ingressos e o cronograma de vendas deveria ser seguido da seguinte forma: os campuseiros que garantirem suas entradas até o dia 12 de outubro pagariam R$ 300 reais cada, deixando para mais tarde, até 31 de outubro seria cobrados R$ 400 reais cada, sendo que a partir de então, até ocorrer o esgotamento dos ingresos, seria cobrado R$ 500 reais cada. Segundo fontes, nesse ano ocorreu um aumentou exponencial de 400% nos preços. Vale lembrar também que 1 mil entre o total de ingressos estaria reservado para campuseiros que comprovarem baixa renda, podendo receber desconto parcial ou mesmo total no valor final.

O fundador do evento, Paco Ragageles, demonstrou sua insatisfação quanto ao ocorrido através de uma mensagem pelo Twitter, momentos após os ataques iniciarem, comentando algo como “Uma coisa é protestar outra é atacar usando DDoS. Estamos tentando solucionar. O ataque já foi reportado as autoridades.”. Obviamente os ataques estão sendo realizados por um grupo específico de usuários, fazendo uso da técnica denominada DDos, ou em outras palavras, quando botnets são direcionadas a requisitar inúmeras vezes e ao mesmo tempo um endereço específico, causando o travamento da estrutura por trás do serviço. Grupos de usuários que também demonstram sua insatisfação quanto ao aumento dos preços, criaram grupos no Facebook como Boicote a Campus Party, assim como levantaram a hashtag #cpbr6 no Twitter, centralizando os comentários sobre o assunto.

Usuários cadastrados como “campuseiros” estão recebendo informativos por E-mail, enviados pela organização do evento quase que diariamente, e segundo o último reportado hoje, medidas ainda estão sendo tomadas antes de colocar o serviço no ar novamente.

Fonte: Baguete, Olhar Digital e Tech Tudo

About "" Has 381 Posts

Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *