Philipe Cardoso 30 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Óculos smart vigiam tudo e dão bronca quando usuário se distrai

1 min read

Um kit de óculos inteligentes chamou a atenção da web pela promessa de aumentar a produtividade. O aparelho conta com uma câmera embutida que usa inteligência artificial para identificar para onde o usuário está olhando. O modo de foco ajuda o usuário a se concentrar em alguma atividade específica. Ele envia alertas sonoros ou visuais caso a pessoa esteja olhando para o lugar errado.

O wearable batizado de Specs foi desenvolvido pela startup Auctify. O acessório faz parte de uma campanha de financiamento coletivo que já bateu a meta de US$ 10 mil (R$ 53.627 em conversão direta) na plataforma Indiegogo. Até o momento, o projeto arrecadou US$ 29.293 (cerca de R$ 157.145). Os interessados em apoiar o projeto devem desembolsar US$ 249 (R$ 1.335).

De acordo com o responsável pelo projeto, Hisham El-Halabi, o Specs poderá identificar 20 atividades no lançamento, incluindo ler, escrever, olhar o celular, laptop, ver TV, fazer atividades físicas, cozinhar, comer e conversar. O usuário poderá definir como cada uma delas será categorizada, dessa forma o wearable poderá definir quais atividades são consideradas produtivas para aquele indivíduo e como elas contribuem para objetivos específicos, como estudar, por exemplo. 

O dispositivo usará uma câmera embutida e inteligência artificial que vão identificar para onde o usuário está olhando. As informações serão gravadas e enviadas para um aplicativo. Os dados podem ser utilizados para determinar o tempo desperdiçado ao longo do dia.

O apetrecho consegue medir o nível de oxigênio no sangue e rastrear atividades físicas, de acordo com a fabricante. Ele permite ouvir música e atender telefonemas. Também serve como óculos tradicionais, aceitando lentes corretivas. 

A Auctify garante que o dispositivo não envia fotos e vídeos para nenhum outro aparelho. A inteligência artificial utiliza as imagens produzidas pelas câmeras para análise visual no próprio wearable, descartando-as em seguida. A empresa também afirma que as informações no celular são criptografadas.

Um protótipo totalmente funcional do Specs foi construído e a Auctify já divulgou vídeo do produto em ação. O dispositivo é destinado a todos os públicos, uma vez que, como definiu El-Halabi, a procrastinação é um problema universal. 

As unidades do Specs devem começar a ser enviadas em dezembro deste ano, mas não existe garantias de que o contribuinte receberá o aparelho. Até o momento o envio para o Brasil encontra-se indisponível. 

Com informações de The Verge

Philipe Cardoso 30 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *