Joatan Fontoura Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

O fim do Google Reader

1 min read

Para os bons entendedores, lá em 2011 a Google já pareceu não estar muito atenta as necessidades em torno do serviço de leitura de RSS, Google Reader, pois na época, ocorreram mudanças no layout e migração da rede de contatos por trás do serviço, a qual até então estava isolada. Essa transição de contatos e interação entre os usuários passou a funcionar integrada ao Google Plus, possivelmente em uma tentativa de emergir o uso da rede social lançada poucos meses antes. No entanto, de cara as modificações não agradaram os usuários, surgindo até mesmo manifestações online contra as novas opções da ferramenta, o que não rendeu resultados.

Em uma ação descrita pela empresa como “primavera da limpeza”, nessa semana a Google anunciou o fim definitivo do Reader, previsto para 1º de julho. Segundo Alan Green, engenheiro de software da companhia, existem duas razões para o fim da ferramenta, a primeira é a diminuição dos adeptos ao recurso, e a segunda, é a necessidade que eles tem em economizar “energia” para investir nos outros produtos oferecidos pela empresa.

google_reader

Mais uma vez a decisão da gigante das buscas parece não ter agradado os usuários do serviço, e por sinal, eles não são minoria. Segundo os comentários observados principalmente nas redes sociais, ninguém ficou muito satisfeito com a mudança. Mas a companhia tratou de lembrar que as os feeds cadastratos no Reader podem ser baixados e exportados para uma outra ferramenta, de livre escolha dos usuários. O backup pode ser realizado pelo Google Takeout.

Além do Reader, a empresa está encerrando também serviços como Google Cloud Connect (permite a edição de arquivos do Office diretamente na nuvem), Google Building Maker (permite a criação de modelos em 3D para inserção no Google Maps), Google Voice para BlackBerry e além do editor de imagens Snapseed.

Fonte: Google Discovery e Uol Tecnologia

Joatan Fontoura Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

4 Replies to “O fim do Google Reader”

    1. Opa! Acho que vamos ter de desenvolver um “Zoom Reader” pra suprir as necessidades dos futuros órfãos da aplicação da Google. Haha… Abraços!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *