Kim Dotcom está em liberdade

Gearbest promoção de Junho no pt site promotion
Windows 8 e sua logo
21/02/2012
Windows 7 até 2020
24/02/2012

Kim Dotcom está em liberdade

Após pouco mais de um mês da tensão causada em toda a internet devido aos projetos SOPA e PIPA, assim como o consequente fechamento do site de compartilhamento de arquivos Megaupload pelo governo americano, e a prisão do seu principal fundador, Kim Dotcom e seus sócios, o ex-chefão do site foi liberado nessa quarta-feira (22/02/12), após o pagamento da fiança, valor o qual não foi divulgado.

Kim estava preso sob custódia, e essa não foi a primeira tentantiva de "se ver livre" da prisão, perante o pagamento, diferente de seus companheiros de negócios no site, Mathias Ortmann, Bram Van Der Kolk e Finn Batat que estão em liberdade condicional. Dotcom foi preso em sua mansão em Auckland (Nova Zelândia) no dia 20 de janeiro, após ser acusado de comandar um grupo que movimentava US$ 175 milhões de dólares copiando e distribuindo conteúdos produzidos perante direitos autorais.

As autoridades justificam que Kim foi libertado por não oferecer nenhum risco referente a fuga, até porque, toda a sua fortuna está confiscada. Mas, há quem diga que Kim Dotcom é um homem muito rico, e não se descarta a possibilidade de existir alguma outra fonte de renda não monitorada pela justiça. Contudo, Kim está confinado em sua mansão, não recebendo autorização para sair além de um raio de 80 KM de casa, e mesmo quando sair por perto, precisa avisar a polícia.

O ex-chefe da pirataria na internet aguarda os preparativos para uma extradição nos EUA, envolvendo acusações referentes a pirataria na internet e lavagem de dinheiro.

Fonte: G1 Tecnologia e Uol Tecnologia

Joatan Fontoura
Joatan Fontoura
Estudante de tecnologias. Trabalha na área de TI, adora todo o tipo de gadgets e nas horas vagas tenta ser twitteiro e blogueiro.

1 Comentário

  1. […] Kim Dotcom, criador do famoso sistema para hospedagem de arquivos, Megaupload, o qual, resultou em diversos processos, incluindo a prisão do próprio Dotcom, está de volta, dessa vez com um novo serviço, chamado apenas de […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *