Philipe Cardoso 30 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Estamos demasiado dependentes da tecnologia?

2 min read

A tecnologia nos trouxe máquinas, computadores, carros e aviões. Tornou o mundo melhor ao fornecer boas ferramentas de comunicação, possibilitou explorar o sistema solar e provou que é realmente significativa no avanço da humanidade.

Não há como negar que a tecnologia é ótima, mas os humanos estão se tornando dependentes demais da tecnologia? Os avanços na tecnologia permitiram que os humanos fizessem coisas que antes eram inimagináveis e isso certamente tornou muitas tarefas mais fáceis de serem executadas. Mas quantos de nós podem passar uma semana sem conexão à Internet ou telefone celular?

Segundo o site Debate, uma porcentagem muito grande de seus entrevistados acredita que os humanos estão se tornando extremamente dependentes da tecnologia. Com base na pergunta da pesquisa: “as pessoas se tornaram excessivamente dependentes da tecnologia?”, 84% disseram que sim e 16% disseram que não.

O avanço da tecnologia tem vantagens e desvantagens. Aqui estão alguns contrapontos:

1. Se divertindo

Se alguém quiser se divertir, não há necessidade de sair de casa. Você não gastará dinheiro com gasolina nem perderá tempo no trânsito, quando você pode apenas sentar no sofá e navegar na Netflix. A Microsoft e a Nintendo introduziram o Kinect e o Wii, que capturam seu movimento em tempo real e simulam seu movimento no jogo com os respectivos consoles. Você pode simular boliche, jogar tênis, jogo de tiro ou pescar. Você vê o dilema aqui: por que fazer "a coisa real" quando você pode fazer dentro de casa?

2. Conversando

Quando foi a última vez que você decidiu ligar para alguém apenas para conversar por horas? Atualmente, a maioria de nossas interações é feita por meio de mensagens de texto, e-mails e aplicativos de mensagens online. Para algumas pessoas, há momentos em que é mais rápido e fácil usar emoticons do que realmente dizer as palavras que eles representam. Outra coisa que está desaparecendo rapidamente é a empatia por trás dessas representações artificiais da emoção humana através de plataformas de bate-papo. Tente ligar para alguém. Você pode até se divertir!

3. Encontrando respostas

Anos atrás, você tinha que ir na biblioteca procurar livros específicos para obter respostas para suas perguntas. Agora, temos Google, Wikipedia, YouTube e outros sites baseados em conhecimento. Além disso, existem milhares de livros de referência que são digitalizados e convertidos para um formato digital e enviados para a Internet. O Google, o popular motor de pesquisa, facilitou o processo de encontrar respostas. Mas ainda para muitos, nada supera a sensação e o cheiro de comprar um novo livro e lê-lo onde quiser.

De fato, a tecnologia não é o problema. É a maneira como a usamos. Se apenas utilizamos como uma ferramenta e não como uma maneira de escapar da realidade, está tudo bem. A tecnologia foi criada para facilitar a vida, esse é o objetivo principal. Só porque podemos confiar em alguma coisa não significa que não podemos viver sem ela. Claro, é mais difícil já que estamos acostumados, mas não impossível. 

Philipe Cardoso 30 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a época que possuía formato de blog, Podcaster do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *