Crítica: “O Espetacular Homem Aranha” | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

Crítica: “O Espetacular Homem Aranha”

Por zoomdigital
Categoria: Cinema
jul 4th, 2012
0 Comentários
2041 Views

Preparem-se! Todos os mecanismos comparativos que suas cabeças tentaram criar entre os três últimos filmes do Homem Aranha e esse serão misteriosamente excluídos de seus cérebros logo nos primeiros minutos de filme.

O Espetacular Homem Aranha” muda tudo. E não digo isso apenas por ser fã, como muitos de nós, digo por que realmente é outra coisa. O estilo de filmagem mudou, o estilo narrativo está muito mais próximo do dinamismo dos quadrinhos do universo Ultimate da Marvel, o tom muda de acordo com as cenas, de um tom mais escuro para um tom mais claro, de acordo com a situação em que o nosso querido Cabeça-de-Teia se mete. Está tudo diferente dos três primeiros filmes da franquia.

Mark Webb prometeu e cumpriu, sua direção é impecável, as atuações estão muito boas. Alvin Sargent, o co-roteirista dos dois primeiros filmes reescreveu a história do Homem Aranha, dessa vez, dando um enfoque maior ao psicológico de Peter Parker, seus dramas familiares, seus pais desaparecidos que deixaram um segredo, a morte de seu tio Bem (isso não pode ser considerado um spoiler né?). Peter é um adolescente e um ser humano com defeitos, como eu, como você, aos poucos o herói e seus problemas vão nos cativando a ponto de em determinados momentos passar pra fora do telão 3D o clima de um filme de drama. Mas não se enganem! O aranha está presente, com seus momentos de irreverência e bom humor. Esses momentos de humor são muito bem aplicados, não é aquele humor meio abobalhado dos outros filmes, mas piadas ligeiramente mais inteligentes, o que pode fazer toda diferença.

 Peter Parker é um jovem apaixonado pela garota mais bonita da faculdade, e Gwen Stacy (Emma Stone), filha do chefe de polícia de NY é o arquétipo da bela garota que jamais teria motivos para olhar para um nerd como ele, mas ela olha, diferentemente de todos os outros impregnados pela visão deturpada de Flash Tompson, e ela gosta do que vê.

A fotografia do filme é coisa linda de se ver, as cenas especialmente feitas para 3D estão muito bem produzidas. Estava empolgado demais para prestar atenção a trilha sonora, mas se isso aconteceu é por que ela encaixava perfeitamente com o filme, o que me faz pensar que ela tenha ficado muito boa.

A autenticidade do Homem-Aranha de Andrew Garfield é de se espantar e me fez parar e pensar em diversos momentos: “É isso, esse é o Cabeça-de-Teia que eu conheço” e quando Peter Parker era um “Esse era o Peter que eu queria ter visto no cinema 10 anos atrás”. Pois é, 10 anos é um longo tempo. Rebootar toda uma franquia de dois filmes de sucesso e um fracasso é coisa complicada, mas enfim nós temos de volta o herói e humano que nós queríamos, que nós conhecíamos da nossa adolescência.

Esse é o Espetacular Homem-Aranha.

About "" Has 314 Posts

O Zoom Digital é um portal de tecnologia criado em 2008 e a 6 anos no mercado se consolidou como um dos maiores portais de tecnologia brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *