Como seria o Celular da Google sem a Apple | Zoom Digital : Reviews de Smartphones, Tutoriais, Notícias

Como seria o Celular da Google sem a Apple

Por Philipe Cardoso
Categoria: Notícias
mar 9th, 2010
2 Comments
312 Views

Uma matéria feita pela revista Wired, divulgou informações sobre como seria o Google Nexus One sem as patentes da Apple. Recentemente a empresa de Steve Jobs acusou a HTC na quebra de 20 patentes do iPhone no Nexus One, consequentemente a Google (não diretamente) tem muita coisa a ver com isto.

Foi quando o Gadget Lab resolveu criar uma simulação do smartphone da Google sem as patentes do iPhone. O resultado você confere a seguir:

Segundo o Gadget Lab, são seis as patentes que alterariam de forma visível os aparelhos da HTC:

  • Rearranjo de apps: a patente descreve a forma como uma fileira de ícones se rearranja para, quando um ícone for deletado, não sobrar espaço em branco. Se tirarem isso do Nexus One — ou melhor, se tirarem isso do Android — o menu principal teria que deixar espaços em branco e precisaria de uma opção “organizar ícones automaticamente”, como na área de trabalho do Windows.

  • Mecanismo de destrava: o conhecido “Deslize para destravar” do iPhone é patenteado de uma forma ampla demais — qualquer objeto na tela que seja deslizado para destravar, teoricamente, poderia violar a patente. O Nexus One precisaria destravar de outra forma: por exemplo, pressionando um botão, como em dumbphones.

  • Rolar páginas (scrolling): já reparou que, nas touchscreens, se você rola a página pra baixo ela vai reto, sem viesar para os lados? A rolagem só não fica travada quando você rola a página de lado. Pois bem, isso também é uma patente da Apple para o iPhone. O que poderia substituí-la? Barras de rolagem, claro!

  • Notificações: ser notificado de qualquer coisa — se você recebeu e-mail ou se a bateria está acabando — seria proibido fora de um iPhone. Por isso a barra superior, na imagem acima, não tem avisos.

  • Multitarefa: sim, a Apple patenteou multitarefa para o iPhone! Porque o iPhone tem multitarefa, afinal: ele roda o iPod no plano de fundo, por exemplo — só não há multitarefa oficial para apps de terceiros. Então teríamos que dizer bye bye para coisas básicas como receber um telefonema enquanto visitamos uma página da web: ou o navegador é fechado, ou a ligação cai direto na caixa postal.

  • Stand-by: a patente cobre um processo que reduz a potência do processador quando o dispositivo fica em stand-by (ou modo sleep). O Nexus One ou teria que fazer isso de outra forma, ou precisaria ficar com o processador à potência total — deixando seu bolso sua mão mais quente — ou precisaria de um recarregador manual, como visto na imagem acima.

Via Wired

About "" Has 2042 Posts

23 anos, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a epoca que possuia formato de blog, Podcaster oficial do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia e formado como técnico de informática.

2 Responses to “Como seria o Celular da Google sem a Apple”

  1. @paulopatux disse:

    Até onde estes órgãos irão aceitar estas patentes tão amplas e mal definidas!?
    Isto é triste para nós, meros uruários mortais.
    Se por um lado exige que se paguem royalts aos criadores (o que é justo), a má redação e definição das matérias patenteadas torna quase inviável produzir qualquer produto concorrente no mercado.
    E aí!? Todo mundo vira refém de quem patenteia primeiro!?
    E se ele patentear e não quiser produzir? "Tamo fú!!"

    • zoomdigital disse:

      Realmente,

      Empresas começam a criar patentes tão amplas que o que teria de virar tendência no mercado (como as telas sensíveis ao toque) acabam por virar exclusividade de uma ou de outra.

      Isso que você falou de patentear e não produzir é outro assunto que abrange muito e pode realmente prejudicar.

      Vamos esperar que as coisas mudem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *