Como a TI influencia a Fórmula 1

Ubuntu – Contagiante, Popular e Inovador
16/10/2009
Pen Drive Star Trek já vem com ótimo conteúdo
17/10/2009

Como a TI influencia a Fórmula 1

Olá pessoal! Como estamos em semana de GP Brasil de Fórmula 1, a movimentação dos orgãos de imprensa é muito maior em relação ao esporte, muito diferente de outros Grande Prêmios. Claro.

Atualmente, muita gente não curte tanto Fórmula 1 como em outros anos. Muito disso se dá principalmente pela falta de ultrapassagens que tem acontecido com baixa frequênica na nova F1. Como sabemos a Tecnologia da Informação – TI é fundamental  e graças a ela o esporte é tão competitivo e o controle que as equipes conseguem ter sobre os carros é imenso. Isso pode ser umas das explicações para as ultrapassagens serem tão raras hoje em dia.

Para se ter uma idéia, um carro de Fórmula 1 possui cerca de 250 sensores e mais de 1300 parâmetros de análise, como pressão e temperatura. Esses sensores captam as informações e as enviam por uma conexão wireless através de uma antena que fica na parte frontal do carro. Os engenheiros que ficam nos boxes das equipes durantes treinos e corridas, analisam os dados e tentam corrigir em tempo real algum problemas que esteja acontecendo. Além disso, muitos funcionários ficam nas fábricas analisando os dados que estão sendo obtidos.

Cada equipe de F1 leva cerca de 40 computadores para um final de semana de corrida e os dados coletados chegam a ter 1000 Gigabytes de tamanho!

Se você quiser saber mais dê uma olhada no vídeo abaixo:

Philipe Cardoso
Philipe Cardoso
26 anos, Advogado, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a epoca que possuía formato de blog, Podcaster oficial do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

1 Comentário

  1. Show,trabalho com instrumentação industrial e estou estudando sobre esse tipo de comunicação de dados “telemetria” VALEU.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *