As melhores lentes para fotografia de paisagem e vida selvagem

Análise da caixa de som a prova d’água JBL Charge 3
06/05/2018
Achei várias revistas de anime dos anos 90 e 2000 e um álbum muito raro
15/05/2018

Salve, salve rapaziada, hoje vamos falar sobre fotografia, quero compartilhar com vocês minhas opiniões e as lentes que levei para última viagem que fiz a Cidade de Foz do Iguaçu. Bom pessoal, para as lentes que menciono por aqui, você pode utilizar para qualquer tipo de fotografia de paisagem e animais, afinal o que importa para definir quais os equipamentos corretos para gente, vai sempre depender de cada situação que a gente se encontre.

Como a cidade de Foz, requer a visita a lugares onde admirar a paisagem é fundamental e também em parques onde terá a chance de tirar fotos de aves fantásticas, de cara temos 2 tipos de lentes muito interessantes nesta viagem.

Antes de começar com o artigo, publiquei um vídeo em nosso canal do youtube, onde desde já compartilho com vocês, onde falo quase tudo que está por aqui. Confira:

Para se inscrever no canal, é muito fácil, basta clicar aqui

Pessoal, falar da cidade de Foz do Iguaçu e não mencionar as cataratas do iguaçu, seria um absurdo, uma das 07 maravilhas do mundo natural, traz uma excelente oportunidade para sair de lá com fotografias dignas de uma bela exposição fotográfica. Veja algumas que consegui tirar no lado do Brasil das cataratas.

Para estas fotos, embora tivesse sentido falta de algo mais "grande angular" para captar mais do ambiente que estava a minha frente, usei uma lente Canon 24-105 F/4 L com uma Canon 6D. 24mm em uma câmera full frame, corresponderia 15mm em uma aps-c, estou fazendo este cálculo "reverso" apenas para você ter uma noção, pois de toda maneira o correto é entender que o 24mm já é bastante angular.

Para fotografias de paisagem, a grnade angular irá se sobresair, a possibilidade de poder incluir a pessoa que está vendo aquela fotografia no máximo de ambiente que você puder captar, é realmente fantástico e as grande angulares sempre serão minha primeira escolha para fotos deste tipo.

Como disse, levei a minha 24-105, se tivesse com minha 80D que tem o sensor APS-C, com um fator de corte que deve ser multiplicado por 1,6, ou seja, uma lente 24mm na 80D, corresponderia 38,4mm que convenhamos já não é angular para uma boa foto de paisagem.

Falando mais especificamente, desta lente, vamos a algumas características, e a primeira delas sem dúvida é o fato de ser uma lente série L, ou seja, é aquele tipo de lente que recebe a total e máxima atenção de qualidade de construção da empresa Canon, os anéis vermelhos nas pontas de cada lente desta empresa traduzem qualidade de imagem, independente da distância focal ou abertura que você esteja.

Outra característica que me faz gostar muito deste lente é o fato dela ser selada contra respingos, e juntamente com minha 6D que também é selada, pude ir para o ponto mais crítico das cataratas, onde não se molhar jamais foi uma opção, para estar ali, você iria ficar encharcado e se quiser tirar boas fotos, ou colocando proteção rsrs ou tendo um equipamento selado. O resultado, é que você está com um setup que desde já tem grande vantagem em relação a outras pessoas, que certamente irão evitar usar o equipamento naquela situação caso não tenha esta possibilidade de se proteger contra respingos, o mesmo vale para chuva e situações de grande quantidade de poeira.

Por fim, falamos de uma lente com abertura máxima de F4, considerada relativamente escura, uma vez que está atras das lentes zoom de melhor luminosidade como a 24-70 f2.8 e de longe de ser comparada com a 50mm f1.2. Levando em consideração que estava de dia, que a luz era absurdamente abundamente no ambiente que eu estava fotografando, e que caso necessitasse, a 6D poderia jogar o iso lá em cima sem a perda de qualidade, pouco me importou usar uma lente um pouco mais escura.

 

Se tivesse, qual lente levaria ao invés da 24-105?

Se eu tivesse naquela oportunidade outra lente ao invés da 24-105, com certeza levaria uma mais angular, como estava com uma câmera com sensor full frame, de certo optaria pela 16-35mm f4 e se estivesse com uma câmera com sensor aps-c, optaria pela 10-18mm ou até mesmo a 10-22mm USM.

Como falei, ambas são lentes até mais escuras que a 24-105, mas lembram do cálculo que eu fiz do fator de corte? Que temos que multiplicar por 1,6 no caso da Canon e 1,5 para lentes Nikon? Pois é. Com uma lente proporcionamente falando de quase 40mm, não conseguiria o resultado das fotos acima, tendo um ângulo muito mais fechado e que com certeza não iria trazer para minha fotografia a realidade do ambiente retratado.

Quero deixar um destaque em especial, para a 10-18 da Canon, uma lente muito angular e de excelente preço. Neste ponto, quero mencionar ainda que as lentes grande angulares geralmente tem um custo bem elevado, haja vista o melhor custo para full frame, ser uma lente já na série L, a 16-35 F4, portanto, levar a 10-18 para sua câmera APS-C, por aproximadamente R$1.300,00 é uma lente a se considerar no seu kit.

Parque das Aves – Fotografia de animais

Uma das coisas bem legais para se fotografar em Foz, e que pode ser levado para qualquer viagem de fotografia de animais, é o parque das aves, uma espécie de zoológico um pouco diferente. Veja algumas fotos tiradas no local:

Bom, todas as fotos foram tiradas com a 24-105, fui para Foz do Iguaçu apenas com esta lente, mas também possuo em casa uma 70-300 USM, que vou falar para você, me arrependi de não ter levado. Falar sobre fotografia de animais nos faz pensar que na grande maioria das vezes não dá para chegar perto dos bichos e uma lente telefoto realmente faz diferença em situações como esta.

Então se você pretende tirar fotos de animais, vá de telefoto, os 105mm que é o range máximo da 24-105 não me satisfez, embora também não tivesse me impedido de tirar as fotos que tirei. No mais, durante minha estadia na cidade de Foz, não senti a necessidade da telefoto em nenhum momento.

 

Fotografia Street 

Fotografia de rua ou fotografia street, é sempre fantástica, e confesso que muitas vezes acabava comprometendo minha escolha de composição por ter muitas opções com uma lente zoom, afinal sair para fotografar com uma 24-105 além de ser maravilhoso por me proporcionar 81mm de diferentes distâncias focais, também pode fazer com que fique em dúvida e acabe não pensando tanto na fotografia e pensando mais no equipamento.

Cartier Bresson, um dos fotógrafos mais reconhecidos de toda história, trouxe sua fotografia ao mundo usando uma Leica e sua 50mm, uma lente fixa que lhe proporcionou imagens de tirar o folego. Basicamente para obter o enquadramento imaginado com uma lente fixa, o fotógrafo deve se aproximar ou se distanciar de seu objeto, e isso realmnete pode facilitar o processo criativo pois irá cortar etapas que podem atrapalhar a fotografia.

Isto me remete a um dos artigos mais interessantes que já li, que dizia porque Steve Jobs, Mark Zuckerberg e outros gênios, usavam as mesmas roupas, sengudo análise deste artigo, isto pulava a etapa da escolha de uma roupa para vestinar naquele dia, evitando com que a pessoa tivesse distração de pensamento e focasse no que realmente importa, a produção de conteúdo.

Isto pode parecer besteira, 10, 20 minutos para escolha de uma roupa, não justificando este tempo para usar sempre o mesmo padrão, entretanto, para uma mente ativa e para todo um dia, 20 minutos aqui ou ali corresponde a horas de produção.

Por isso, ao usar lentes fixas, pelo menos para mim, me faz manter o foco na composição do que nos ângulos que posso optar por ter uma lente zoom.

E tudo isso, foi para introduzir a lente que acabei comprando na minha viagem a Foz, lá em Cidade de Leste – Paraguai, a 40mm f/2.8, uma beleza de lente, mais conhecida como panqueca.

Ao visitar uma das milhares de lojas de tecnologia localizadas no Paraguai, como Casa Nissei, Mega Eletrônicos, Shopping China entre outras, acabei optando pela Canon 40mm f2.8, escolhi esta lente por alguns motivos que para mim são muito claros, o primeiro deles é o fato de ser uma lente justamente clara, tendo como abertura máxima 2.8, o que por si só já é excelente.

O segundo ponto que deixa esta lente matadora, é seu peso, como uma panqueca rs ela simplesmente praticamente não acrescenta qualquer peso a câmera, sendo excelente para carregar por ai, muito diferente da própria 24-105 ou lentes mais pesadas.

Com a 40mm a vontade de sair por ai fotografando e muitas vezes achando que se está com uma compacta realmente existe e acredito que ao usar esta lente no corpo da minha 6D ou até da 80D, a tendência é que eu use mais a DSLR ao invés de só fotografar com o celular.

Por último, mais uma vantagem desta lente é seu preço, por apenas $150, você terá uma lente clara, de grande qualidade e contraste, realmente um acerto de construção da Canon.

Todos estes benefícios faz com que a lente seja uma excelente opção como must have para seu setup de fotografia, inclusive ao fazer a pós produção das fotos tiradas com a 40mm, basicamente não temos correção de dimensão nela, as unicas mudanças feitas pelo lightroom da adobe ao fazer a correção automática de perfil de lente, é tirar a vinheta que nela é extreamamente forte, de resto não existe qualquer distorção pelo menos para o perfil configurado no lightroom, muito diferente da 24-105 que muitas vezes destorce a imagem de uma forma que torna obrigatória a correção do perfil.

Mais uma vantagem desta lente é ter o motor STM, silencioso mas não tanto, não se formos comparar com o USM, realmente preciso e rápido, mas se formos falar de gravação de vídeo, as lentes STM com o autofoco dualpixel da Canon, realmente produzem um resultado cinematográfico incrível, com um setup bem em conta e uma qualidade final completamente absurda.

Por estas e outras razões que a lente 40mm agora não sai mais da minha bolsa, ou do meu bolso, já que ela é tão pequena que não custa nada levar esta clara, leve, barata e de grande qualidade lente panqueca da Canon.

 

Resumo da história

Bom pessoal, como vocês puderam ver, Foz do Iguaçu se destaca pela possibilidade de se tirar fotos de paisagem, animais e de rua, e claro de pessoas, afinal cada ambiente lá é realmente fantástico para se tirar fotos suas, de família e amigos com o backgroud da linda cidade.

Então se você está indo para fotografar, não pode deixar de levar uma grande angular para retratar com maior fidelidade possível o que é o maior patrimônio desta cidade, as cataratas do iguaçu, por isso se você tiver pelo menos uma 24mm em sensor full frame, ou 17mm para sensor aps-c, acredito que conseguirá bons resultados, mas se puder carregar com você uma 16-35mm para sensores fullframe ou uma 10-18, nossa o resultado pode ser ainda melhor que os meus.

Outro destaque importante é que se você não tiver a lente a, ou a lente b para determinada situação, isto não é o fim do mundo. Sempre é possível fotografar com os mais variados tipos de lentes.

Constumo dizer, que de nada adianta você desejar e adquirir um equipamento novo se não sabe até aonde o seu chega, portanto se você ainda não tem certeza se uma 24mm pode ou não ser angular suficiente para sua fotografia, talvez deva continuar tirando fotos e tentar enquadrar e obter os resultados que deseja com o equipamento que possui, e na impossibilidade, tendo tirado o máximo de seu equipamento, ai sim, buscar fazer a evolução deles, afinal equipamento fotográfico não é nada barato para sair comprando por ai.

Com contribuição da shutterstock

 

Philipe Cardoso
Philipe Cardoso
28 anos, Advogado, Carioca, Criador do Portal Zoom Digital, mantém desde a epoca que possuía formato de blog, Podcaster oficial do Zoom Cast. Amante por todo tipo de tecnologia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *